VOCÊ SABE A QUE VEIO?

Coluna Seja Feliz! No Metro Jornal.

Tive outro dia um diálogo interessante com uma amiga sobre propósito de vida.

Perguntei: Qual seu propósito? “Ganhar dinheiro”.
Seu sonho?
“Não tenho”.

A que veio nesta vida?

“Não sei”. E aí me perguntou: “As pessoas pensam nisso? Nun- ca pensei”.

Acredito que todos temos um propósito, mas muitas vezes es- quecemos dele.

Sem a consciência de um propósito, nada somos.

Como diria Mark Twain: “Os dois dias mais importantes de sua vida são: o dia em que você nasceu, e o dia em que você des- cobre o porquê”.

Você sabe a que veio?
Esta é uma reflexão das mais relevantes na busca de plenitude. Me surpreende cada vez mais ver como poucas pessoas, de

fato, pensam nisso – e ainda justificam que não têm tempo para “pensar nessas bobagens”. Precisam trabalhar, sustentar a famí- lia, cuidar da saúde. Quem sabe um dia…

O que me faz lembrar de outra frase do grande Dalai Lama. “O que mais te surpreende na humanidade?”, lhe perguntaram. E ele respondeu: “Os homens me surpreendem. Os homens per- dem a saúde para juntar dinheiro, depois perdem dinheiro para recuperar a saúde. E por pensarem ansiosamente no futuro, es- quecem do presente de tal forma que acabam por não viver nem o presente nem o futuro, e vivem como se nunca fossem morrer e morrem como se nunca tivessem vivido.”

Quando não vivemos nosso propósito, o sucesso não traz uma satisfação duradoura. É superficial e passageira. Mas se está ali- nhado ao seu propósito de vida, tudo faz mais sentido.

O que você está fazendo para descobrir – ou redescobrir – e viver de acordo com o seu propósito?

Não espere a “conquista” ou o chamado “sucesso” para con- quistar o verdadeiro propósito de sua vida.

Uns nasceram para viver um grande amor, construírem uma família. Outros para cuidar do próximo, outros ainda para in- ventar, e quantos para inovar. A grande questão é reconhecer a que veio e se permitir viver e alinhar esse propósito na sua vi- da pessoal e profissional. Tudo que vivemos é importante e en- riquecedor, mas se nos perguntamos com mais frequência por- que nascemos, temos uma chance maior de conquistar uma vida com proposito.

Uma pessoa que simplesmente conquistou o “sucesso” nem sempre é feliz. Mas uma pessoa feliz, sempre vive seu propósito. Viver sem propósito é morrer sem viver. Se permita viver o propósito de sua existência. Este é um dos maiores desafios para plantar – e colher – uma vida feliz e plena em todos os sentidos.

Chris Delboni é jornalista, educadora e coach de vida e comunicação. Escreve neste espaço quinzenalmente , às terças, sobre a plenitude de uma vida realizada e feliz e os segredos do sucesso que você pode criar.



Categories: Seja Feliz

Tags: , ,

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: