Executiva de sucesso, brasileira se reinventa nos EUA

Ivonete Leite se tornou a primeira mulher brasileira vice-presidente do Citibank no mundo e hoje, aos 74 anos, atua como fotógrafa

Chris Delboni,
O Estado de S. Paulo – Leia no Estadão.

02 Setembro 2016 | 10h43

Ivonete Leite nasceu em Juiz de Fora, Minas Gerais, e cresceu no Rio de Janeiro, mas foi nos Estados Unidos que fez história e continua deixando seu marco, hoje aos 74 anos.

Em 1965, ela se formou em contabilidade no Rio de Janeiro, e logo arrumou trabalho numa multinacional no departamento financeiro, na tesouraria, onde lidava muito com bancos. Em 1972, entrou no Citibank, como gerente de contas correntes corporativas. Não gostava de matemática, mas o setor financeiro lhe fascinava, assim como as negociações do meio. Resolveu estudar Direito. Acabou a faculdade em 74, mas nunca exerceu. Seguiu carreira no banco americano, mas como jovem mulher, na época no mundo dos homens, as oportunidades eram limitadas. Em 1978, foi convidada para chefiar a mesa do Brasil em Nova York. Não pestanejou.

“Não deu dois segundos, e disse: aceito”, conta. “Se não, o que ia ficar fazendo? Com dois anos em Nova York poderia ser transferida para qualquer lugar do mundo”, diz Ivonete, que começou aí a fazer história, como a primeira mulher brasileira no Citibank a ser transferida num cargo executivo fora do país.

Segredo do sucesso: reinvenção. Conheça Ivonete Leite – de bancária a vice presidente do Citibank em NY a fotografa. from Chris Delboni on Vimeo.

Em 1981, três anos depois, foi promovida a vice-presidente da instituição, se tornando também a primeira mulher brasileira vice-presidente do Citi, fato que chegou a ser notícia na mídia brasileira da época. “Não buscava a posição – as coisas vão acontecendo”, diz. “Nova York foi uma situação criada pelo meu trabalho, pela confiança no meu trabalho. Não planejo, mas sou de fazer acontecer, e faço, não cai no colo.”

E é com esse mesmo impulso que Ivonete se reinventa hoje em Miami, agora como fotógrafa. “Sempre acreditei em mudanças. Não foi só no setor bancário que tive mudanças”, diz. “Eu estava sempre pronta, quando algo dentro de mim me dizia: você tem que fazer alguma coisa diferente.  Isso aqui já não te dá mais alegria, não te deixa mais envolvida. Então isso é de mim, sempre buscando outras áreas, novos desafios”.

Em 2000, Ivonete se aposentou do Citibank, mas não para descansar, e sim para poder tirar as difíceis licenças de consultora financeira e corretora de valores, e ser cadastrada junto ao SEC, Securities and Exchange Commission, comissão de valores mobiliários dos EUA.

Hoje ela ainda segue com seus clientes privados, que mantém como um trabalho paralelo à fotografia. Ivonete sempre carregou uma câmera por toda parte, fotografando tudo que via nas suas viagens de trabalho ou férias. Mas foi só em 2014 que resolveu transformar o hobby numa nova profissão. Desde então já fez 14 exposições, não só em Miami, onde acaba de realizar sua primeira solo e onde mora desde 1992 quando foi transferida de Nova York, mas também em Tóquio, Londres e Brasil.

Ela diz que o segredo do seu sucesso é “persistência, dedicação e amor ao que faz”. “Sempre adorei fotografia. Então se gosto, se tenho possibilidade, estou colocando isso no meu caminho para me dar continua alegria”, diz. “Fui feliz no banco, fui feliz na minha carreira de consultora financeira, e vou ser feliz também na carreira que escolhi agora de fotógrafa.”

Foto: Ivonete Leite
ctv-cx0-cuba ivonete leite

Foto Car Nostalgia, em Cuba

Mas sua vida nem sempre foi de alegrias. Aos 3 anos, se mudou com a família para o Rio de Janeiro, onde passou os melhores e piores momentos. Quando tinha cerca de 10 anos, seus pais se separaram. Sua mãe, dona Conceição, costureira na época, saiu de casa com as duas filhas. “Não levou nada, só a máquina de costura dela, o acordeom da minha irmã e minha máquina de escrever”, conta. “Fomos dormir no chão na casa de uma amiga de minha mãe pois não tínhamos onde ficar”.

Não foi fácil. “Fiquei muito brava na época.  Tem marca, tem resíduos, mas usei isso para o bem”, diz Ivonete, que desde pequena trabalhou para ajudar no sustento da casa, e com 21 anos comprava seu primeiro imóvel, financiado pela Caixa Econômica.

E assim, com essa mesma garra e determinação, foi caminhando – passo a passo – na sua trajetória para alcançar o sucesso em tudo que faz.

Ela batizou sua primeira exposição solo, realizada em agosto na Duo Art Gallery da artista Didi Marchi, de Enduring Beauty, algo como Beleza Duradoura. Foram 40 fotos: 21 de Cuba e 19 do Cariri, na Paraíba. “Existe uma beleza naquela miséria, naquela pobreza, seja de um ou de outro, que mesmo com todas as dificuldades, ela [a beleza] se mantém”, diz Ivonete.  “Você tem a pobreza, falta de chuva, terra seca, mas a beleza está lá – ela permanece, ela não se dissolve”.

Foto: Ronira Fruhstuck
ctv-2h4-ivoneteleite74 ronira-fruhstuck ed 1

Ivonete Leite fez sua primeira exposição solo na Duo Art Gallery

E é assim que Ivonete Leite – de bancária a consultora financeira a fotógrafa – sempre tentou enxergar a vida, com os olhos na realidade mas as lentes na beleza de cada desafio. “Dinheiro não me move. O que me move é amizade, amor, muito carinho – pela minha família, meus amigos.  Às vezes pareço dura, mas gosto das coisas bem simples e naturais”, diz.  “Sou uma pessoa que vem da simplicidade, minha família está toda lá em Minas [Gerais].  Tem gente que tem sítio, pega minha mãe para passear, então estou aqui hoje tranquila porque minha mãe está sendo cuidada.  Carinho é o que move o mundo, o resto é resto”.

Serviço:

Próxima exposição: Ivonete estará expondo seu trabalho este mês na ArtBrazil, uma feira de arte, fundada em 2013 pela curadora e artista visual Jade Matarazzo e a jornalista Maria Fulfaro, para promover artistas brasileiros emergentes e renomados no mercado internacional.  Este ano são 300 obras, expostas em duas galerias.  Ivonete terá 10 fotografias na Art & Design Gallery, com coquetel de abertura dia 13 de setembro, às 19h.

Para mais informações sobre ArtBrazil 2016, visite http://www.artbrazil2016.com.  De 5 a 29 de setembro, 2016.

8 de setembro – 18h: Abertura em Fort Lauderdale na ArtServe

1350 E. Sunrise Blvd, Fort Lauderdale, Florida 33304

13 de setembro – 19h: Abertura em Miami na Art & Design Gallery

8690 Biscayne Blvd #2, Miami, Florida 33138.

Contato: info@ArtBrazil2016.com

Para conhecer melhor o trabalho fotográfico de Ivonete Leite, visite o site: http://ivoneteleitephotography.com.

Para maiores informações sobre Duo Art Gallery/Didi Marchi, visite http://www.didimarchi.com.

1654 SW 8th Street, Miami, Florida 33135

Contato: + 1 305-877-0480, didi@didimarchi.com

 

Twitter @chrisdelboni

Advertisements


Categories: Direto de Miami

Tags: , , , ,

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: