Especial: Brasileira é condenada a 135 meses de prisão por fraude em financiamento de imóveis em Miami

CHRIS DELBONI – O ESTADO DE S. PAULO

17 Dezembro 2015 | 19h 14

A brasileira Maura Barbosa Lopes, presa em Miami desde abril, acusada pelo promotor dos Estados Unidos por conspiração e fraude no financiamento para crédito imobiliário, recebeu sua sentença nesta quinta-feira: 135 meses, ou quase 12 anos, em prisão federal.

No final de fevereiro do ano que vem, o Juiz Robert N. Scola Jr. vai estabelecer o valor da “restituição”, ou reparação, do que ela terá que devolver aos bancos, que pode chegar a milhões de dólares.

Entre 2004 e 2007, ela e o ex-marido, Raul Quintana, e três outros cumplices aproveitaram o “boom” do setor imobiliário para comprar propriedades com empréstimos bancários, e financiaram várias casas, usando documentos falsos. Quando o mercado despencou, ficaram inadimplentes, deixando um enorme rombo para os bancos, que perderam milhões de dólares e denunciaram para o FBI.

No fim de duas horas e meia de argumentos, com tradução simultânea em português, e depoimentos, inclusive da psicóloga forense Dra. Merry Haber, Maura pediu desculpas em público – em português.

“Gostaria muito de expressar meu profundo arrependimento e agradecer a oportunidade de pedir perdão a Deus, perdão aos Estados Unidos. Me sinto destruída moralmente, principalmente pelo sofrimento de minha família e meu filho”, disse chorando. “Espero, do fundo do coração, que essas pessoas aceitem meu perdão. Vossa Excelência, peço misericórdia e compaixão”.

Dra. Haber disse que a ré tem problemas com alcoolismo e depressão, personalidade de índole dependente, e baixa autoestima, o que levou a tantas cirurgias plásticas. “Não a vejo como alguém que iniciaria um comportamento criminal mas que estaria disposta a participar num ato criminal”, testemunhou a psicóloga.

Os outros quatro réus no caso também se declararam culpados e estão recebendo sentenças independentes. Raul Quintana tem julgamento marcado para o inicio de 2016. Antes da sentença, o advogado de defesa de Maura, Dr. René A. Sotorrio, não comentou o caso, tendo 14 dias para recorrer a decisão.

O filho de Maura, Arnaldo Prado, também envolvido no caso, esteve preso por seis meses. Foi solto quando sua mãe confessou ter forjado sua assinatura nas compras e vendas de imóveis.

Twitter: chrisdelboni

Advertisements


Categories: Direto de Miami

Tags: , , , , , ,

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: