Giraffas – cadeia de fast-food brasileira – vai investir mais de R$35 milhões na Flórida nos próximos cinco anos

"Brutos", um dos favoritos no Giraffas em Miami: Hamburguer de picanha, ovo frito, queijo, presunto, tomate, alface e bacon. Fotos de Carla Guarilha.

“Brutos”, um dos favoritos no Giraffas em Miami: Hamburguer de picanha, ovo frito, queijo, presunto, tomate, alface e bacon. Fotos de Carla Guarilha.

“Picanha with rice, beans and farofa” é o que mais se escuta no primeiro restaurante Giraffas nos Estados Unidos, e a rede de alimentação tem planos de tornar esta combinação tipicamente brasileira em prato preferido dos americanos.

Logo na abertura do negócio, o público era 80% brasileiro e 20% americano ou hispano. Esta divisão já está hoje próxima de 50-50 e essa é a meta do Giraffas USA.

O Giraffas desembarcou em Miami em meados do ano passado porque viu no momento de crise uma ótima oportunidade.

2

“Antes só de aluguel estaria gastando o dobro, o que tornaria inviável o risco”, afirma João Barbosa, CEO e presidente do Giraffas USA. “Nós ainda somos recente nos Estados Unidos, não temos ainda o peso da marca por aqui, então a nossa negociação é complicada”, explicou. “Agora, quando os Estados Unidos derem uma melhorada, já estaremos com os restaurantes abertos”.

O investimento, até agora, mostrou resultados. A estreante já superou o faturamento previsto, com vendas de US$900 mil.

Mas o modelo de negócios aqui nos EUA é completamente diferente do brasileiro. O Giraffas Brasil é 100% uma franqueadora com sede em Brasília, que presta suporte às franquias e vive de royalties dos estabelecimentos espalhados pelo Brasil – serão 400 até o fim do ano.

Já por aqui, o primeiro restaurante – aberto na região de North Miami — foi um investimento exclusivo dos sócios para testar o mercado.

Mas, os próximos não serão assim. O Giraffas passou três anos planejando, captando recursos e criando o Girainvest Brasil, um grupo fechado com pouco mais de 200 investidores e um investimento total de R$35,5 milhões para abrir 34 restaurantes na Florida nos próximos cinco anos.

João Barbosa, CEO e presidente do Giraffas USA

João Barbosa, CEO e presidente do Giraffas USA

Mas Barbosa tem sonhos ainda mais ambiciosos: “Eu acho que a gente tem o potencial para ser muito maior”, diz o CEO, que desde fevereiro assumiu a direção do Giraffas USA e se muda para Miami definitivamente em julho, com a família.

Ele disse que quando foi abordado para assumir toda a operação de expansão nos Estados Unidos, um mês depois da abertura do primeiro restaurante, ele não hesitou. “Pedi cinco segundos para pensar no assunto”, brincou.

Tinha acabado de nascer seu terceiro filho e, pronto para uma mudança de vida, ele imediatamente aceitou a proposta.

Nascido em Londres, Barbosa morou e visitou várias cidades do mundo durante seus 41 anos e diz que está muito feliz de poder expor outras culturas para seus filhos agora.

“Eu literalmente aniquilei a carreira diplomática da família”, diz Barbosa, que é filho, neto e bisneto de diplomatas. “Sei o valor que é você ter chance de morar fora quando é criança e ter oportunidade de conviver com outras culturas e aprender outros idiomas”.

Barbosa acredita que o momento foi perfeito para essa transição e a aposta deu tão certo que já tem recebido muitas chamadas de investidores interessados em abrir uma franquia da rede nos Estados Unidos.

“A gente mal abriu este restaurante e já há grupos querendo se tornar sócios nos Estados Unidos. Mas está muito cedo”, diz Barbosa.

No momento, a prioridade de investimento está por conta do Girainvest. Mas no futuro, não se sabe.

“Estamos estudando novos pontos de crescimento nos Estados Unidos, em toda a região de New England, New Jersey, aí podemos ou replicar esse modelo, se for bem na Flórida, ou a gente pode abrir para parceiros locais que tenham recursos”.

Mas isso, em principio, só daqui a cinco anos.

Barbosa na primeira loja do Giraffas USA, em Miami.

Barbosa na primeira loja do Giraffas USA, em Miami.

Transparência, comprometimento e humildade são os principais ingredientes do segredo de seu sucesso:

“Procuro sempre me cercar de pessoas extremamente competentes.  Eu brinco com todo mundo que as pessoas que eu lidero, no primeiro escalão, elas literalmente tem que saber muito mais do que eu em cada um de seus negócios.  Aí, eu pessoalmente vou crescer, o negocio vai crescer.  Acho que não tenho que ser dono de tudo.  O que eu vou fazer é juntar o pessoal e ter uma visão mais ampla do negocio.  Isso é que sempre usei de filosofia dentro dos meus negócios, e vou procurar buscar aqui também”, diz Barbosa que espera contratar cerca de 1000 funcionários na Flórida nos próximos cinco anos.

* Texto originalmente publicado pelo portal de notícias iG.com.br na coluna Direto de Miami

Advertisements


Categories: Direto de Miami

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: